dicas de saúde & bem-estar

29 Maio 2017

Corrida pode aumentar expectativa de vida em até 6 anos

Pesquisa aponta que correr em ritmo lento ou médio pode reduzir o risco de morte em 44%

Você tem o hábito de correr moderadamente? Se a resposta é não, aqui vai um bom motivo para começar: de acordo com um estudo liderado pelo cardiologista chefe do Estudo do Coração da Cidade de Copenhague, Peter Schnohr, a corrida moderada durante uma hora por semana pode aumentar a expectativa de vida em até seis anos.

A pesquisa sugere que correr em um ritmo lento ou médio pode reduzir o risco de morte em 44%, fazendo com que os homens vivam, em média, 6,2 anos a mais e as mulheres, 5,6 anos. Os resultados desafiam estudos anteriores sobre o esporte, que questionavam se a prática era saudável ou perigosa para o organismo.

O estudo, denominado Copenhagen City Heart, foi divulgado durante o fórum internacional de Cardiologia Preventiva EuroPRevent2012, em Dublin. Os pesquisadores avaliaram cerca de 20 mil homens e mulheres entre 20 e 93 anos e anularam as hipóteses de que correr faz mal para a saúde. Ao contrário disso, a prática melhora a captação de oxigênio, reduz a pressão arterial, previne a obesidade e melhora a função cardíaca e psicológica.

De acordo com os especialistas, a corrida também oferece inúmeros benefícios para a saúde, como aumentar os níveis de oxigênio e a sensibilidade à insulina e equilibrar os níveis de lipídios no corpo.

Evite os contratempos da corrida

O professor Rogério Orban, da academia Fórmula, de São Paulo, e especialista em fisiologia do exercício, dá as dicas para evitar esse e outros obstáculos que comprometam a atividade.

Lá vem a cãibra
São vários fatores que desencadeiam a cãibra: desidratação, fadiga muscular, a carência de algum mineral importante no organismo (como sódio, magnésio e potássio, perdidos na transpiração), excesso de treino, entre outros. Daí, a importância de uma boa hidratação com água, sucos e isotônicos.

Faltou ar
Uma boa técnica para quem está começando a correr é alterar a corrida com momentos de caminhada para ter uma breve recuperação. Por exemplo: faça 3 minutos de trote e dois minutos de caminhada. Essa alternância ajuda o atleta a prolongar a atividade aeróbia, que trabalha o sistema cardiovascular e respiratório, além de proporcionar uma melhor performance da musculatura trabalhada.

Dor de lado
O desconforto que afeta a parte lateral na região da barriga, conhecido por dor de lado, geralmente é causado pela respiração (inspirar e expirar) incorreta. Para que não aconteça, é necessário realizar um aquecimento mais prolongado, como uma boa caminhada e, em seguida, passar para um trote leve. Caso a dor desponte durante o treino, é só diminuir o ritmo (caminhar ou trotar leve) e controlar a respiração, provocando uma inspiração e expiração mais profunda e lenta.

Formação de bolhas
As causas mais comuns são: tênis apertado ou não adequado para o seu tipo de pisada; meia úmida ou muito velha, ; aumento brusco no volume de treino e erro no apoio da passada durante a corrida (como frear durante a fase de apoio da passada). Deixar a pele dos pés bem hidratada ajuda a afastar esse tipo de problema. Se a bolha já deu as caras, jamais fure ou arranque a pele da região, pois isso pode ser a porta de entrada para fungos e bactérias e o gatilho para a manifestação de uma infecção no local.

Fonte: minhavida.com.br